O meu olhar clínico

18:18:00

Fui ao roupeiro e apeteceu-me inventar, tirei algumas peças das quais gosto muito e rapidamente tentei fazer duas composições que ficassem bem e que funcionassem em diversas ocasiões. 
Então, pequei numa saia preta peplum (que por acaso foi comprada hoje para o famoso casório), na qual o efeito ondulado não é muito grande, é dos peplums, que eu acho, que me funciona melhor. Anteriormente tinha exprimentado a famosa saia da Zara mas não me convenceu, era demasiado curta e tinha um efeito peplum enorme, as minhas ancas pareciam que iam saltar a qualquer instante, mas esta da Pull é perfeita.
Foi então, que tive uma ideia de jerico e peguei em duas camisolas completamente diferentes no que toca a estilo e toca a misturar. Bora lá?
Ora vejamos:


1º Look (dia): Inspirado na cidade, na mulher urbana que gosta de mostrar o seu lado mais artístico, divertido e quem sabe, a sua completa e total adoração por Jack's Russel (tipo eu). Acompanhado por uma mala (grande) em pele, e uns saltos ou sabrinas mais discretas.


2º Look (noite): Usando a mesma saia e inspirado na mulher romântica que gosta de lacinhos, rendas e etc (que é o caso desta camisola), pode ser usado para um jantar a dois, como também para uma festa mais social, ou até mesmo num after dinner, acompanhado por uma clutch mais delicada, pode ser ou não de cor castanho camelo, e claro, uns saltos vertiginosos são a piece de resistance.



You Might Also Like

0 comentários

Like us on Facebook

MY INSTAGRAM @BALLERINESJOURNAL

Subscribe