Suspiro profundo

by - setembro 05, 2012

Sabem para o que é que me deu hoje?

Eu conto-vos. Pois sou uma pessoa que gosta de partilhar os seus pensamentos.
Para a Nostalgia! Ah pois é!

Dei por mim a falar com uma amiga, pela milésima vez sobre a minha viagem fantástica, emocionante, calorosa (debaixo de 36º, mais ou menos), frenética, estilo Indian Jones, à descoberta de Barcelona.  Como sabem, nunca por lá tinha posto os pés e este ano decidimos ir visitar o pais de nuestros hermanos. Devo também confessar que foi a minha primeira viagem de avião, geralmente fazemos as nossas viagem de carro, mas este ano armei-me em forte e aceitei o desafio. Ainda pus a hipótese mas não foi bem aceite (é normal, porque de carro demoramos cerca de um dia inteiro, ou mais a chegar até Espanha).
Ainda me lembro que dias antes da viagem, começara a ficar um tanto (muito, pronto) nervosa, enquanto arrumava a mala cor-de-rosa choque, só me saltava ao pensamento como iria correr. Chegado o dia, posso-vos dizer que correu tudo muito bem, os senhores pilotos e co-pilotos e hospedeiras da Tap, trataram-nos muito bem.
Depois ainda mais uma preocupação, a mala! Acho que devo ter colocado este e o outro mundo dentro daquela mala. Mas atenção, não cheguei ao ponto de precisar de me sentar em cima da mesma para a conseguir fechar. Nada disso. Sei os meus limites, até porque as malas à volta vêm sempre mais cheias. No meu caso, até que nem veio assim muitooo cheia, não comprei nada assim de especial, umas t-shirts e algumas recordações e q.b.
E por falar em compras, mal pus os pezinhos em solo luso, tinha a minha mãe e o meu irmão à nossa espera, e a primeira coisa que me pergunta, depois de um abraço apertado de cortar a respiração (típico das mães), foi: “Foste à Zara?”, bem, se eu vos dissesse as vezes que a minha mãe fartou-me de ligar, enquanto estávamos em Barcelona, para saber se já tínhamos ido à Zara, vocês não acreditam! Ao que respondi, “Não! Não conseguimos. Passamos lá no Domingo mas as lojas nas ramblas estavam fechadas!”, ao que respondeu-me com um som muito triste, “Oh!”. Pois, a realidade é que guardamos as lojas para o penúltimo dia, nunca pensando que poderiam estar de portas fechadas. Fica para uma próxima.
No entanto, Gaudi foi quem mais ganhou a nossa atenção, andamos quilómetros para ver as suas obras, e não me arrependo.
Em resumo, a minha classificação para esta viagem (de 0 a 20) é um 20 ao quadrado. Foi para lá de espectacular! Anseio e planeio já a próxima!

Milão? Paris? Londres? Roma? 

You May Also Like

0 comentários

COPYRIGHT

O conteúdo e as imagens neste site são da minha propriedade, excepto nos caso em que existem as suas fontes.
Para uso em outros meios deverá ser pedida autorização dos mesmos, caso contrário será recorrido por vias legais.